8 de maio de 2018

O inverno quente da Moda Praia 2018


Os ventos levaram os tempos em que, para reforçar o mix e as vendas de Inverno, as marcas de moda praia introduziam algumas opções de peças para serem usadas além do mar: passeios diurnos, almoços, no clube, no lazer. Hoje, os criadores brasileiros já pensam fora das areias e dos decks e investem, sem medo, em coleções que também podem transitar no dia a dia, nas baladas e até em festas.

As palavras chaves do setor agora são atemporalidade, conforto e versatilidade. Se antes o mar era o limite, agora é a vez do céu, porque, em países tropicais como o Brasil, o conceito de beachwear se ampliou e passou a definir um estilo de vestir que tem mais a ver com despojamento e bem-estar do que com um segmento que produz apenas roupas para praia, piscina e para as atividades do seu entorno.

Sim, o verão é um mercado naturalmente mais aquecido pelas férias, pelas festas e pela maior disposição das pessoas saírem de casa. Mas o inverno não é mais temido como antes pelo setor de moda praia, porque as mulheres que são interessadas em moda continuam a procurar esse tipo de moda!

Foto: Divulgação Triya
"Todas as coleções da Triya também apresentam opções para a cidade, fitness e para festas. Em todas as estações, a proporção de roupas para sair é a mesma, o que muda é que no inverno investimos em peças mais pesadas como o couro vegan, a sarja e o tricot; e no verão temos mais opções leves, saídas de praia e uma coleção focada no final de ano."  (Luciana Franco, Marketing Triya.)

As peças em couro vegan, um dos pontos altos do Inverno 2018 da Triya, já são objetos de desejo desde outras coleções. Para Luciana Franco, investir em roupas para situações diversas não é uma decisão para driblar uma possível baixa de demanda no inverno, e sim uma forma de estender o DNA da marca para além da praia.

Foto: Divulção Pajaris
Camila Panades, diretora criativa da Pajaris — marca amada pelas blogueiras de lifestyle —, revelou que em todas as suas coleções 50% de peças são para praia e piscina e 50% de peças são coringas que podem ir para outros cenários. Para o Inverno 2018, ela aumentou a linha de bodies lisos e estampados porque percebeu que as consumidoras querem peças cada vez mais ecléticas.

Feminino e multiversátil, o body virou um clássico da moda praia em qualquer estação. Sob o sol mais tímido do inverno, ele navega tranquilo por orlas e bordas e — valorizado com acessórios e coordenado com pantalonas, saias, jeans e camisarias — pode funcionar bem em programas de variados perfis.

"Os bodies são amados pelas brasileiras e fazem sucesso no inverno porque caem bem com tudo e conseguem manter a mobilidade e a beleza da silhueta feminina em uma estação em que o corpo tende a ficar escondido pela sobreposição de peças. Eles são ótimos para circular, para dançar, não desmontam nunca, e a mulher pode continuar vivaz e elegante até o último minuto." ( Camila Panades, diretora criativa Pajaris.)

O body também está no Inverno 2018 da Haight — a marca que conquistou fashionistas dos quatro cantos com uma moda praia sofisticada, de modelagem não tradicional, mas que preza pelo conforto e pela versatilidade de poder ser usada além do “salgado lar”. Para curtir ventos praianos ou viver a vida, a Coleção Enlevo da Haight explorou as formas, texturas e contrastes da natureza brasileira para criar peças com cortes assimétricos e sobreposições interessantes.

Foto: Divulgação Vix
A Vix de Paula Hermanny é outra marca que chama a atenção com uma moda praia charmosa e atemporal. Para o inverno 2018, a Vix preparou um mix de peças em algodão texturizado, tricot e linho em tons mais amenos e com acabamentos em couro, cordas naturais e detalhes minimalistas, propondo uma moda praia “effortless” capaz de atravessar oceanos e também brilhar no asfalto.

Sobre as coleções:

Inverno 2018 Triya: Inspiração no universo das artes e maxi estampas que remetem a movimentos artísticos. Nas cores, destaque para o vermelho e o rosa em tons variados.

Inverno 2018 Pajaris:
Pegada superfeminina com peças em rendas, tules bordados, camisarias, vestidos e saias leves. Cores: azul, verde militar, preto; e branco e vermelho para iluminar.

Inverno 2018 Haight: Cortes assimétricos, estruturas sobrepostas. Mistura de tricot, malha crepe e lycra em tons de bege, off white, branco, com pontos de luz mostarda.

Inverno 2018 Vix Paula Hermanny: Cores leves, tons pastel, estampas texturizadas, tecidos diferenciados e detalhes personalizados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário