16 de abril de 2018

Dance bem, dance mal...





“Eu não sei dançar” “Eu não danço nada” “Não gosto de dançar”. Quantas vezes ouvimos isso.  E quando é de um crush que estamos caidinhas e ele lança essa? Como assim? Que tiro foi esse no nosso interesse?

Ok. Ninguém precisa saber dançar bem, dar show, angariar plateias, mas dançar é fundamental e sintomático, porque tem a ver com liberdade, com permitir-se, expressar-se.  Sim, o gato pode ser o rei do xaveco e arrasar nos finalmentes, mas alguma coisa pode dar defeito, porque dançar é orgânico e se recusar a balançar o esqueleto pode significar algum tipo de trava!

Você pode pensar: eu não gosto de dançar e não tenho limitação alguma, não sou obrigado. E nem eu estou dizendo que isso é um problema, o que eu acho é que isso é um sintoma, isso sim. Um sintoma de que você não está soltando tudo, se jogando, vivendo a plenitude das suas possibilidades físicas e emocionais.

Dançar é sentir, se deixar levar; colocar corpo, coração, mente e espírito a serviço do prazer de se envolver com uma atmosfera, com o impalpável. Se você não gosta de dançar e vai para a balada apenas para curtir os amigos na pista, experimente um dia cair de boca nela. Por que não?!



Comece em casa, sozinho, com uma música que fale a você. Feche os olhos, perceba os ritmos, as batidas, as ondas, e vai se mexendo, encaixando movimentos aqui e ali; relaxe, largue o controle, a necessidade de perfeição, o receio de não agradar, o medo de se expor. Encontre o seu dançar, o prazer absoluto de ser você, mesmo que seja com passinhos toscos. E daí?

A dança faz parte da evolução humana, remonta aos tempos pré-históricos, veio antes da comunicação oral. Há registros de arqueólogos que descobriram desenhos dos primeiros homens que praticavam essa arte em diferentes cavernas na Europa, África e Ásia.

Por conta disso, dizer que não gosta de dançar é algo como dizer que não gosta de falar, de andar ou que não gosta de música. Então, se você não curte ou acha que não sabe, desconfie e  desafie-se. Como já bem disse o mestre Lulu Santos: “dance bem, dance mal, dance sem parar, dance bem, dance até sem saber dançar”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário